[vc_row][vc_column][vc_column_text]Diferente de outros eventos similares, que se preocupam apenas com a programação artística, o primeiro Festival de Jazz de Diamantina vai muito além. Em sua programação estão previstas outras atividades como cursos, work shops, oficinas, práticas de conjunto, percussão guitarra, violão e sopro, visando o aprimoramento e aperfeiçoamento de músicos locais e regionais.

Hoje (17/11), tem início o curso “Nosso negócio é música, gestão e produção cultural”, desenvolvido pelo Sebrae-MG, que tem como objetivo capacitar empreendedores culturais com viés específico para a área musical, inclusive no que tange às competências necessárias à administração da carreira de artistas, bandas e grupos.

O propósito é fornecer orientações tanto para a busca de recursos, quanto para a boa gestão, estimulando os participantes a apurarem seu olhar para as riquezas culturais à sua volta e facilitar os acessos ao instrumental técnico fundamental para que a atuação se dê de maneira eficaz e transformadora.

O curso será ministrado pela professora de Pós-Graduação em Gestão Cultural da UNA BH, e da Escola Livre de Arte, Andreia Costa.  Ela também atua como consultora do SEBRAE e é sócia da empresa IMAGO Design e Eventos.

O curso será para 30 participantes, gratuito, com carga horária de 32h e ocorrerá de 17 a 20 de novembro, nos períodos da manhã e tarde, a partir das 8h, nas dependências do Sebrae, Praça Monsenhor Neves 59-b. A abertura dos trabalhos estará a cargo do guitarrista e curador do festival, Toninho Horta, que abordará a importância da música instrumental na economia criativa.

O público-alvo desta inciativa são os empreendedores coletivos como empresas, grupos organizados, associações, ONGs, cooperativas, pontos de cultura e outros, formais e informais e que atuam no setor musical.

As apresentações musicais propriamente ditas do Festival de Jazz de Diamantina acontecerão nos dias 3, 4 e 5 de março de 2016, por ocasião das comemorações do aniversário da cidade. O festival fará homenagem póstuma ao compositor Fernando Brant e ao músico Pacifico Mascarenhas. Ambos residiram em Diamantina onde iniciaram suas carreiras artísticas.

O primeiro Festival de Jazz de Diamantina será executado pela Estação Conhecimento. A produção ficará a cargo da Nó de Rosa e contará com os apoios do Sebrae- MG, do Banco Mercantil, do Governo de Minas, da Prefeitura Municipal de Diamantina e do Ministério da Cultura.

Fonte e informações: SEBRAE

Link>Site Prefeitura de Diamantina[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Festival de Jazz de Diamantina começa com capacitação de empreendedores culturais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *